Parque Nacional da Tijuca ICMBIO
home / Explore o Parque Nacional da Tijuca / Sobre o Parque / Monumento Cristo Redentor

Monumento Cristo Redentor

Monumento Cristo Redentor

No dia 7 de julho de 2007, o Cristo Redentor foi eleito, por votação popular pela internet, uma das novas Sete Maravilhas do Mundo Moderno. Os que sempre foram recebidos de braços abertos no Corcovado, sem dúvida, demonstraram seu amor pelo monumento na eleição.

O padre Pierre-Marie Boss foi o primeiro a ter a ideia de construir um monumento religioso no alto do Monte Corcovado. Ele deixou registrado o seu sonho em um poema no prólogo da edição de 1903 do livro “Imitação de Cristo”:

“Ó Corcovado: lá se ergue o gigante de pedra, alcantilado, altaneiro e triste, como interrogando o horizonte imenso: - “Quando virá? Há quantos séculos espero. Sim, aqui está o pedestal único no mundo. Quando virá a estátua, como eu colossal - imagem de quem me fez?””

No Cristo Redentor é possível ver um discreto coração, que é uma imagem estilizada do Sagrado Coração de Jesus. Medindo 1,30m, é a única parte do monumento que, revestida de pedra-sabão, é projeta para o interior da construção. Através deste símbolo, no dia da inauguração, todo o Brasil foi consagrado ao Sagrado Coração.

Dentro dele, o engenheiro mestre de obras Heitor Levy e o engenheiro fiscal Pedro Fernandes Viana colocaram um frasco de vidro, contendo um pergaminho com a árvore genealógica de ambas as famílias. Em 1922, mais de 20 mil mulheres, lideradas pela escritora Laurita Lacerda, apresentaram um abaixo-assinado ao presidente Epitácio Pessoa pedindo a autorização para a construção do Monumento, como demonstração de fé e gratidão.

Idealizado nas comemorações do centenário da nossa Independência, o Monumento ao Cristo Redentor foi totalmente construído com doações do povo brasileiro. Durante a execução das obras, em 1929, foi realizada uma segunda campanha de arrecadação, que obteve mais de 500 contos de réis.

Durante a construção, de 1926 a 1931, o engenheiro mestre de obras Heitor Levy morou no alto do Corcovado. O pedestal do monumento servia como escritório avançado, já que ele precisava consultar as plantas a todo momento.

A história registra que, durante esse período, embora nenhum acidente grave tenha acontecido, Heitor Levy escapou ileso de sofrer uma queda que seria fatal. Devido a esse incidente, ele, de credo judaico, se converteu ao catolicismo.

Desde sua inauguração, o monumento já recebeu visitas de pessoas ilustres: Papa João Paulo II, Dalai Lama, Princesa Diana, Príncipe Charles e o Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, com sua família, já estiveram no alto do Corcovado.

Na época em que foi construído, o Cristo Redentor custou 2.500 contos de réis, o que equivaleria a aproximadamente R$9,5 milhões. O custo baixo se deu devido ao concreto armado, utilizado na construção. A Estátua da Liberdade, que tem armação metálica, saiu por 60 mil contos de réis — o equivalente a R$228 milhões. Além do baixo custo e da eficiência, a escolha pelo concreto armado se deu pelo receio de que uma armação metálica pudesse ser desmontada num esforço de guerra.

Por estar no alto do Corcovado, o monumento foi projetado para resistir a ventos de até 250km/h — uma média quatro vezes maior do que a registrada na época de sua construção. Ele suportaria até mesmo os ventos de um furacão de categoria 5, como o furacão Katrina, que atingiu os EUA em 2005.

O interior do monumento, que é utilizado apenas pela sua equipe de manutenção, é composto por 12 platôs, ligados por escadarias, formando andares que levam para tampões, que se abrem nos braços e na cabeça do Cristo.

Com uma altura de 38m, sendo 30 do monumento e 8 do pedestal, o Cristo Redentor equivale a um prédio de 13 andares. Cada braço tem uma área de 88m², sua cabeça pesa 30 toneladas e o pé mede 1,35m. Se fosse para usar sandálias, elas teriam que ser do tamanho 530.

Compartilhe
Facebook Twitter Google Plus
Localizado no alto do Morro do Corcovado, o Cristo Redentor é o ícone brasileiro mais conhecida no mundo. Todos os anos, mais de 1 milhão de pessoas são levadas ao monumento pelo Consórcio Paineiras Corcovado, o único transporte oficial de vans do Parque Nacional da Tijuca.
Copyright © Todos os direitos reservados para PAINEIRAS CORCOVADO LTDA. Estrada das Paineiras, S/N Santa Teresa – Rio de Janeiro, RJ. CEP 22241-330
Facebook Twitter Instagram Tripadvisor
Os Wodens!